terça-feira, dezembro 13, 2016

Pare de reclamar de falta de dinheiro e aprenda a vender




Por Alê Barreto *
alebarreto@gmail.com


Vou repetir: pare de reclamar de falta de dinheiro e aprenda a vender. Soou estranho? Parece muito capitalista? Feriu sua sensibilidade artística? Falei como um mercenário? Coisa de neoliberal? Talvez você tenha pensado várias destas coisas. E talvez já esteja a fim de encerrar a visualização deste texto. Como tempo é algo escasso, vamos economizar tempo. O seu e o meu.

O meu tempo dediquei a ajudar as pessoas que estão perdidas no labirinto das lamúrias e queixas sobre 2016, sobre o Brasil, sobre a Cultura, etc. Já estive neste labirinto e sei que existe o risco da pessoa nunca mais sair dele. E o seu tempo eu acredito que você dedica para encontrar respostas aos seus questionamentos. Mas se você acha que vale a pena continuar reclamando, continue reclamando. Use seu tempo assim e não leia esse texto. Se você acha que parar de reclamar pode ser algo bom e que aprender a vender pode ser uma nova possibilidade, continue lendo.



Parar de reclamar


Não é aula de autoajuda. É só um lembrete: pare de reclamar. Se você está sem dinheiro, ainda tem um pouco de saúde, energia, tempo e algum acesso a internet (do contrário não estaria lendo este texto). Se continuar reclamando, continuará sem dinheiro e verá sua saúde, energia, tempo e acesso a internet diminuírem.


Aprender a vender

Direto ao ponto: há milhares de maneiras de aprender a vender. E todas elas convergem para um ponto em comum. Que ponto esse? Aprender a vender é aprender a trocar uma mercadoria ou um serviço por alguma outra coisa. Essa outra coisa pode ser dinheiro, ações, cotas de participação, favores, apoios, serviços, etc.

Você pode aprender isso sozinho (como o homem faz a milênios), pode aprender na prática e também ler sobre isso, pode começar fazendo cursos e depois ir para prática. O que importa é que você pode aprender. E se tiver um mínimo de boa vontade e persistência, eu garanto que você vai vender bem. Ao vender, você vai gerar recursos próprios, sem precisar depender de leis de incentivo, editais, doações ou patrocínios.



Mas... e seu odeio vendas?

A maioria de nós odeia vendas porque associa "vendas" a todo tipo de "forçação de barra", desde um vendedor em uma loja nos oferecendo algo que não queremos comprar até anúncios, spam, etc. E de fato, há muita forçação de barra. Mas também tem muita gente que fuma no mundo e nem por isso significa que eu vou ter que virar um fumante. Você para vender um show, espetáculo, performance, livro, música, vídeo não precisa forçar a barra. Já imaginou você tentando convencer alguém a comprar um quadro? Pense em você agarrando uma pessoa e forçando ela a escutar um piano porque você quer muito vender um concerto. Você seria capaz de parar no semáforo e ficar gritando "comprem meu livro"?


Partindo do princípio que todo mundo (se quiser) pode vender, fiz uma seleção de alguns textos já publicados no blog que vão lhe auxiliar nesse aprendizado. Aproveite.


Ah, em troca destas dicas, envie um e-mail para alebarreto@gmail.com que estou montando uma lista para divulgar cursos, livros, etc em 2017.



Aprenda a vender um show

6 noções básicas sobre agenciamento artístico

Artistas aprendem a produzir e também ensinam lições para os produtores

Como montar uma agenda de shows para 2013 ou venda também se aprende

Quer divulgar seu trabalho? Aproveite seus ensaios

Vale mais a pena agir do que ficar só esperando o melhor momento e a condição mais confortável

Vamos começar a vender nosso próprio trabalho?

Aprenda a definir o preço do cachê de suas apresentações. Veja os cachês praticados na Virada Cultural de São Paulo 2013

O que posso fazer quando tento ligar para vender um show e sou mal atendido?

Vendo o meu trabalho ou estabeleço uma parceria com um agente artístico?

Como vender shows: defina o valor do seu show




Gostou do conteúdo? Comente para pessoas que tenham interesse no tema e divulgue no seu mailing e redes sociais, obrigado!


Cadastre-se para receber conteúdos enviando seu e-mail para alebarreto@gmail.com




*************************************



Livro "Carreira Artística e Criativa" [NOVO!]



Livro "Aprenda a Organizar um Show"



Facebook

https://www.facebook.com/ProdutorIndependente/

https://www.facebook.com/blogprodutorindependente/

https://www.facebook.com/groups/140209426161752/



Twitter


https://twitter.com/alebarreto


*************************************



Alexandre Barreto acredita que disseminar conhecimentos e atuar em redes são boas formas de se realizar mudanças. Em 2006 formou-se em Administração de Empresas e criou o blog Produtor Cultural Independente. Compartilhou seu primeiro livro Aprenda a Organizar um Show na internet, acessado por mais de 26 mil pessoas, e mudou-se para o Rio de Janeiro, onde trabalhou com artistas, ações, projetos e com organizações da sociedade civil como Grupo Nós do Morro, Instituto Ensaio Aberto (Armazém da Utopia), Observatório de Favelas e a Orquestra de Câmara da Rocinha, das quais continua parceiro. Desde 2009 realiza também ações formativas. Seus textos, cursos, workshops e palestras têm inspirado muitas pessoas no Brasil. Concluiu o MBA em Gestão Cultural e está divulgando Carreira Artística e Criativa, seu segundo livro, é mais um fruto da relação amorosa e duradoura que tem com o universo artístico e da parceria com a Associação Brasileira de Gestão Cultural. Saiba mais

Nenhum comentário: